Novas Tecnologias Em Caixas De Leite

Nos últimos meses várias novidades foram publicadas por grandes empresas do ramo, como a TetraPak, SIG e Elopak. Atuando com embalagens diversificadas, a Tetrapak e a Elopak introduziram novos materiais ecológicos, já a SIG trás uma série de pequenos cartonados para atender a crescente tendência de embalagens menores. Pretendo escrever sobre ambos desenvolvimentos em um futuro próximo, mas neste artigo gostaria de falar sobre dois importantes fornecedores (fora os três mais conhecidos já mencionados acima) de materiais em bobinas para embalagens de bebidas. Tanto a Greatview Aseptic Packaging na China quanto o Gruppo Cordenons na Itália tem algo especial para oferecer. No final deste artigo também descrevo a nova tecnologia de “Smart Cap”, que detecta o leite azedo.

Em meu artigo “Consumer Interactivity With Fresh Produce” , escrevi que o futuro da indústria global de alimentos é a integração de todos os elos da cadeia de abastecimento alimentar desde o produtor e fabricante até os consumidores, utilizando infra-estrutura móvel existente e futura, novos desenvolvimentos em nuvens baseados em tecnologias de TI e aplicativos móveis parceiros do consumo.

Eu também escrevi sobre o aplicativo autraliano do desenvolvedor Authenticateit, que introduziu um app para o mercado chinês, o que possibilitou alavancar o consumo de produdos australianos para os consumidores chineses através do poder de redes sociais, tais como WeChat e Weibo que servem como apoio para fornecer produtos australianos aos consumidores chineses.

Além da implementação do sistema track-and-trace para produtos frescos, como descrevi em um artigo no Best in Packaging, a Norco, uma cooperativa agrícula leiteira 100% Australiana, também assinou com Authenticateit para os seus laticínios.

Contudo o mercado chinês isso não está mais acontecendo. Em resposta à revisão da China sobre a “Lei de Segurança Alimentar”, que agora exige que os fabricantes estabeleçam sistemas de rastreabilidade da cadeia de fornecimento completa, a empresa chinesa Greatview Aseptic Packaging, considerada a segunda maior fornecedora mundial de bobinas assépticas de embalagens cartonadas, desenvolveu uma caixa de leite individualmente rastreável com impressão de QR-codes únicos. Em outras palavras, cada embalagem de leite Greatview carrega seu próprio ID separado.

Rastreabilidade do leite à maneira chinesa
A última tecnologia da Greatview representa o primeiro passo da indústria de embalagens no sentido de oferecer aos produtores de alimentos pleno controle da cadeia de fornecimento.
Em colaboração com a empresa WeChat Tencent e a varejista chinesa RT-Mart, O ‘Selected Meadow’, leite rastreado da Mengniu, tornou-se o primeiro a aplicar a tecnologia na promoção da sua marca de leite.

Os consumidores que usam seus smartphones para escanear os produtos ‘Selected Meadow’ serão capazes de rastrear informações do processo sobre o leite contido na embalagem.
A parceria das empresas China Mengniu Dairy Co Ltd com a Greatview, WeChat e RT-Mart foi inspirada pela estratégia da China ‘Internet Plus “, que visa integrar a internet com indústrias tradicionais. Para os consumidores isso significa uma experiência de usuário mais abrangente, enquanto que para a indústria representa uma oportunidade para uma grande plataforma de dados funcional.

Papermilk
Ele é descrito como incrivelmente tátil com um suave toque aveludado e pode ser impresso em offset bem como pela termografia, impressão quente (com ou sem alumínio), impressão em relevo seco, tipografia e impressão a laser. O Papermilk é produzido com fibras de leite, fios de algodão e fibras de celulose virgem pura a partir de fontes responsáveis. O Papermilk tem a certificação FSC.
O Papermilk é uma invenção da criativa artista italiana Susanna Bonati e foi produzido em colaboração com Cordenons Spa. A empresa afirma que este papel se destaca pela sua suavidade e efeito aveludado muito agradável.

O Gruppo Cordenons é um fabricante italiano de papel com duas fábricas e uma longa história com mais de 400 anos. A empresa é reconhecida no mercado como um fornecedor confiável de cerca de 2.500 produtos de qualidade nos setores gráficos e tecnologias de papel. Possui foco na fabricação de papéis especiais, bem como papéis de primeira linha e tecnológicos, que vão desde os papéis metalizados e os holográficos até os mais inovadores com efeitos especiais.

Smart Cap’ Sistema de detecção de leite coalhado
Engenheiros da Universidade da Califórnia, a Berkeley, em colaboração com estudantes da Universidade National Chiao Tung de Taiwan, desenvolveram um novo design ‘smart cap’ para garrafas que pode detectar o leite azedo. Apresentando um sistema eletrônico feito em impressora 3D, a tecnologia sem fio monitora a frescura do leite para alertar os usuários quando não beber.

Um artigo publicado na revista Nature sobre o programa de pesquisa da smart cap’s descreveu todo o processo de impressão 3D. Isto essencialmente envolve a produção de resistores, capacitores, sensores e indutores usando polímeros e cera como composto inicial. A cera é então retirada e as cavidades dos tubos são preenchidas de prata líquida. Como resultado, da fase de pós-cura obtemos os componentes eletrônicos são criados.

A “Smart Cap” foi equipada com um capacitor e um indutor para formar um circuito ressonante. O circuito pode detectar as alterações em sinais eléctricos que acompanham o aumento dos níveis de bactérias. Os pesquisadores monitoraram periodicamente as alterações com uma sonda por rádio-frequência sem fio, no início do experimento e a cada 12 horas depois disso, até completar 36 horas. A propriedade do leite muda gradualmente à medida que ele se degrada, apresentando variações nas suas características eléctricas. Essas mudanças foram detectadas sem fio usando a tampa inteligente, que constatou que a frequência da vibração de pico do leite em temperatura ambiente caiu 4,3% após 36 horas. Em comparação, uma caixa de leite mantido em refrigeração a 39.2⁰F (4⁰C) notou-se uma mudança relativamente menor de 0,12% na frequência em relação ao mesmo período de tempo.

Estes componentes foram testados em ensaios, ao serem embutidos em tampas de caixa de leite para agir monitorando o nível de bactérias.
As tampas de teste de leite coalhado são feitas para fornecer uma leitura precisa da quantidade de bactérias presentes nas caixas de leite. Tudo o que o usuário tem a fazer é virar a caixa de leite para que haja uma cobertura suficiente dos sensores.

A proposta da “Smart Cap” para a detecção rápida da qualidade de alimento líquido com leitura sem fio: (a) a Smart Cap em uma embalagem de meio litro de leite, e o diagrama esquemático de corte transversal; (b) princípio de detecção com o diagrama de circuito equivalente. (Crédito da imagem: Nature.com)

Esta nova invenção não é apenas para leite estragado, mas ela também pode servir como um protótipo para os futuros sensores não motorizados que podem determinar diferentes tipos de contaminantes, incluindo dados de diabetes e pressão arterial ou contaminação.

Liwei Lin da Universidade da Califórnia, a Berkeley, está convencido de que “Esta tecnologia de impressão 3D pode eventualmente fazer circuitos eletrônicos baratos o suficiente para ser adicionado à embalagem e fornecer alertas de segurança alimentar para os consumidores. Você poderia imaginar um cenário onde você consegue usar o seu smartphone para verificar o frescor dos alimentos enquanto ele ainda está nas prateleiras das lojas “.

Artigo traduzido em Português por Fernanda Vieira do Nascimento. (Artigo original: “New Technologies In Milk Cartons”)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s