Embalagens com Auto-Aquecimento para Fórmulas Infantis

130101-Slide2

Atualmente temos três assuntos quentes no mundo da embalagem.
O primeiro é a tampa dispensadora, encontrada na maioria das garrafas de água para inserção de certas doses de vitaminas. É um formato de embalagem que através dos últimos anos atraiu um número crescente de indústrias de bebidas, mas agora está se expandindo para outras aplicações.
O segundo trata das embalagens self –heating (auto aquecíveis), que possuem a capacidade de aquecer o conteúdo sem necessitar de fontes de calor e energia externa. Até agora, esse tipo de embalagem estava concentrado no mercado de bebidas como café e chá em lata e mais recentemente foi aplicado para sopas, porém, sem dúvida a veremos no segmento de alimentos sólidos e no mercado on-the-go (para viagem).
Isso nos leva ao terceiro assunto, o qual, com certeza se enquadra na conveniência das embalagens on-the-go, um segmento de mercado que cresce rapidamente e tem se propagado para o segmento de snacks e alimentos prontos para o consumo em embalagens de conveniência.
130101-Aestech self heating infant Nutrition [5] 320x444 100dpiÉ interessante observar todos esses tópicos combinados em uma única inovação, devo dizer bastante revolucionária e única.
Mas, antes de discutirmos essa inovação, temos que olhar mais de perto a questão da conveniência de alimentar nossos bebês com fórmulas infantis quando não estamos em casa.
Nos últimos anos, temos visto inovações interessantes em embalagens para esse tipo de produto, contudo, todos eles mantêm a “luta” dos pais com a embalagem do pó, colher medidora, mamadeira e bico e, além disso, a tarefa, às vezes árdua, de encontrar uma fonte de aquecimento, para que a criança possa finalmente desfrutar de sua “refeição”.
Bem, a resposta vem na forma de uma embalagem com auto-aquecimento, que inclui dispensador de pó, quantidade suficiente de água potável e um bico.
Essa inovação em embalagem foi desenvolvida pela start-up Holandesa Aestech em Eindhoven e é uma embalagem para alimentos semi-líquidos, especialmente alimentos para bebês.
130101-Aestech self heating infant Nutrition [4] W320 100dpiAo contrário das embalagens desse tipo disponíveis no mercado – a maioria composta por latas metálicas com pré-misturas de café e chá – ela possui uma câmara separada onde se encontra o leite, enquanto o elemento de aquecimento está localizado no fundo, em uma câmara maior, onde se localiza a água.
Em outras palavras, não se trata de um produto com ingredientes pré-misturados, pois as vitaminas e o leite em pó são armazenados separadamente da água, permanecendo secos até o momento do consumo, o que preserva o “poder” das vitaminas.
Mesmo já se encontrando patenteada, essa embalagem ainda está em desenvolvimento, ou mais apropriadamente, se trata de um protótipo.
E você verá isso observando as imagens. Consequentemente eu não poderia deixar de fazer alguns comentários críticos.

A câmara de dispensação
Após a remoção do selo da tampa, o botão de ativação pode ser acionado através do selo plástico entre a câmara de dispensação do pó e o compartimento de água que flui em uma linha reta.
Para café e chá em pó, como é o pó que cai sobre a água, não há problemas, porém, em se tratando de leite, o problema de formar grumos é mais crítico.
Mesmo que as instruções sejam de chacoalhar diversas vezes a fim de obter uma mistura perfeita entre o pó e a água, é duvidoso que toda a matéria seca dispensada pela câmara termine na água.
130101-foto(3) 320x322 100dpiEm minha opinião, o “gotejamento” em linha deveria ser substituído por um circular – como observamos nas tampas (Twist Caps) de bebidas com vitaminas – para ter a certeza que todo o pó caia sobre o líquido abaixo. A dispensação em linha reta é muito crítica para garantir que todo o pó se misture com a água. (Veja mais detalhes sobre o desenvolvimento de tampas dispensadoras em meu artigo : “Developments in Dispensing Caps – An Overview” 01, 02, e  03).

O elemento aquecedor
Para garantir que todo o elemento aquecedor seja circulado pelo líquido a ser aquecido, esse elemento, feito de alumínio, é disposto em pequenas colunas. Isso tem a maior importância, não somente para garantir a melhor transferência de calor, mas também para prevenir a ocorrência de reações bruscas que derretam o fundo da embalagem plástica.

Este desenvolvimento é um desvio das práticas comuns nas latas com auto-aquecimento, onde o elemento de aquecimento é parte integrante do fundo da embalagem e onde é encontrado consequentemente, o botão de ativação. No desenvolvimento da Aestech, o botão de ativação está no topo da embalagem e o elemento de aquecimento está separado do fundo pelo líquido.
Claro que esse tipo de aplicação para fórmula infantil é muito importante já que menos energia é necessária para levar o produto à temperatura de 37°C, em contraste aos 62°C do café.
(veja meus artigos detalhados sobre embalagens auto-aquecíveis em: “Self-Heating Packaging Containers” 01 e 02).

A construção
20121029 Press Infant NutritionA embalagem possui quatro compartimentos ou câmaras. No compartimento do topo – ou câmara de dispensação – onde está o botão de ativação, encontramos a matéria seca (leite em pó e vitaminas) selada com alumínio.
O líquido a ser aquecido encontra-se no espaço entre essa câmara e o elemento aquecedor. O elemento aquecedor está totalmente imerso nesse líquido de maneira a garantir o contato com o líquido, mas prevenir o contato direto com o consumidor.
Esse elemento aquecedor é preenchido com uma certa quantidade de óxido de cálcio, que reage com água se transformando em hidróxido de cálcio, o que gera o aquecimento. A água é necessária para que essa reação exotérmica se processe após ativação do botão no topo da embalagem.
Podem ser utilizados materiais alternativos ao óxido de cálcio como pó fino de ferro que fornece calor de oxidação ou soluções saturadas que fornecem calor de cristalização.

Como funciona
Através do acionamento do botão no topo da embalagem o alumínio que recobre a câmara de dispensação se rompe e libera a matéria seca (leite em pó) que cai sobre o compartimento inferior contendo a água.

130101-Slide7

130101-Slide8Isso gera uma ação simultânea através da pressão que empurra a água através do tubo do elemento aquecedor, gerando a reação exotérmica com o óxido de cálcio. O elemento aquecedor então transfere o calor para a mistura ao seu redor e após cerca de 2 minutos e sob ligeira agitação da embalagem a fórmula atinge a temperatura ideal de consumo de 37ºC, o bico pode ser colocado e o bebê pode desfrutar de sua refeição.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Estou ciente de que essa inovação precisa de algumas modificações antes de ser colocada no mercado, mas não se pode negar que se trata de um desenvolvimento único e inteligente.
Espero ver mais inovações como essas esse ano.

Traduzido por Fabiana S. Paciulo

3 Respostas para “Embalagens com Auto-Aquecimento para Fórmulas Infantis

  1. Conheci o produto emgalagem infantil na Internet no site “excelenciaemembalagem.wordpress.com. Estou interessada quando estará no mercado varejista. Sou de Curitiba, Paraná/Brasil

  2. Pingback: Embalagem com Auto-Aquecimento para Fórmulas Infantis | DESIGN DE EMBALAGEM·

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s