Anuga FoodTec 2012 – Parte 02

Para dar uma ideia da importância da Anuga FoodTec e como é vista pelo mundo da indústria de alimentos e bebidas, deixe-me dizer que este ano a Tetra Pak tinha um stand próprio com 4.800 m2 (para os meus amigos americanos é mais de 50.000 sq.ft ), mostrando toda sua linha de produtos com várias novidades interessantes. Mas vou falar sobre os novos desenvolvimentos da Tetra Pak em meu próximo artigo.
Meu primeiro relatório da exposição traz um conjunto de produtos e desenvolvimentos menores, mas interessantes.

TenderPac – maturação ideal para carnes prontas
Dentro de sua divisão de termoformagem, a Sealpac GmbH de Oldenburg, Alemanha, atraiu a atenção com seu sistema de embalagem moderno de pós-maturação para carne vermelha: TenderPac. Ele garante que os produtos de carne fresca, como filé, podem ser armazenados ‘secos’ na sua embalagem, aumentando a vida de prateleira e simultaneamente atraindo compradores, devido à sua atraente apresentação vertical.
O TenderPac possui um sistema de embalagem a vácuo com compartimento duplo, criando as condições ideais para o envelhecimento dos produtos de carne e pode ser apresentado no varejo em pé ou pendurado nas prateleiras.
O sistema de embalagem utiliza um segundo compartimento, separado por uma costura porosa (coberto por um filme pré-impressão ou uma etiqueta), que coleta ordenadamente o gotejamento da carne durante o processo de maturação, por meio de uma almofada de absorção especial. Isto assegura que a carne seja armazenada seca e de maneira higiênica durante toda a sua vida de prateleira.

O sistema TenderPac está disponível na linha completa das máquinas termoformadoras RE-series da Sealpac. Ao utilizar a tecnologia Rapid Air Forming, embalagens com filmes de espessuras diferentes podem ser formadas num processo altamente eficiente em termos energéticos.

LamiCan – embalagens cartonadas assépticas
No artigo anterior escrevi sobre a evolução das latas de bebidas feitas a partir de papelão. Na Anuga, mais uma empresa apresentou uma lata para bebidas feita de papelão. A LamiCan é semelhante à lata de papelão CartoCan (leia mais no meu próximo artigo).
A empresa, Lamipak, fabrica uma linha completa de produtos de papelão asséptico que é totalmente compatível com as linhas de enchimento TBA. A LamiPak ainda tem embalagens de bebidas em sua carteira similares às embalagens Tetra Pak e SIG Combibloc.

Embora a empresa seja finlandesa com instalações de produção em Valkeakoski, a linha Lamipak é produzida em uma fábrica moderna em Kunshan, China, próxima ao porto de Xangai.

As embalagens Lamican consistem em várias camadas laminadas, incluindo o selo de puxar feito em alumínio, tintas de impressão e verniz, alufoil, camada de resina adesiva e LDPE.
A tampa da lata é produzida em LDPE com camada de resina adesiva, alufoil e papelão, enquanto o corpo da lata consiste em uma laca selada por aquecimento, verniz e tintas de impressão, seguida por material de papelão asséptico, LDPE, alufoil e AFF/PE.
Finalmente, a parte inferior da lata é feita a partir de papelão asséptico, LDPE, alufoil e AFF/PE.

Vamos analisar a fabricação da lata de papelão. Tomei a máquina de embalagem asséptica LAC 250 como um exemplo.
Alimentando a máquina com uma bobina de papelão pré-impresso, a lata é formada em torno de uma torre, onde, aquecida por ar quente, a lateral é selada por calor.
Uma bobina com o material da tampa e o mecanismo de fecho, alimenta um dispositivo de corte por molde. A tampa é unida ao corpo da lata, a superfície do vedante é ativada por ar quente e é selada na unidade de vedação. A lata é então enviada para a unidade de enchimento.

O processo asséptico é parte integrante da máquina de embalagem. Em uma câmara asséptica, uma quantidade precisa de vapor de peróxido é pulverizada no interior da lata e vaporizada por ar quente. As latas esterilizadas são transferidas para a fase de enchimento do produto.

O enchimento da lata ocorre simultaneamente em todas as seis linhas na unidade de enchimento através da parte inferior aberta da lata. O enchimento da lata é levado a cabo usando caudalímetros eletromagnéticos para controlar as válvulas de enchimento. A lata é transmitida a partir da unidade de enchimento para a correia transportadora. A máquina está equipada com um sistema de remoção de espuma. Gás inerte é utilizado no espaço vazio da lata, quando necessário.
Depois de cheia, a lata é fechada por selagem a quente. Na unidade de vedação os selos são ativados por ar quente e pressionados para fechar.

Tampa de lata refechável Eurocap
Latas de bebidas refecháveis não são novas, mas esse produto da Eurocap GmbH, de Schwaigern, Alemanha, tem um design completamente diferente. A propósito, a empresa fornece a tampa refechável completa.
Cada lata pode ser refechada com essa tampa. Ela abre como uma tampa RingPull e fecha com um flip-top integrado. A CanCap é projetada para aplicações como bebidas gasosas, bebidas energéticas, sucos não gasosos, leite, café e outros líquidos.

A CanCap é feita com apenas um componente, mas possui três partes flexíveis para facilitar refechamento.

A CanCap foi testada Pelo Instituto Nehring, em Braunschweig – Alemanha, para hermeticidade, transferência de aroma e contaminação, e foi certificada como sem objeções para uso na indústria alimentícia.

O sistema de fecho CanCap pode ser modificado e é apropriado para todos os tipos de latas com conteúdo líquido. Uma variação da CanCap foi desenvolvida especialmente para latas de bebidas, adaptada para atender os requisitos físicos específicos da lata, e assegurando a facilidade de uso a que o consumidor está acostumado.

Ecolean Air Asséptica – Embalagens leves para consumo em movimento (on-the-go)
Leveza provou ser um conceito vencedor para o ramo de alimentos líquidos. Três anos atrás a Ecolean lançou o seu sistema de enchimento asséptico para embalagens de tamanho família na Anuga Foodtec. As embalagens assépticas individuais são a novidade na exposição deste ano, pela primeira vez apresentadas na Europa.

As pessoas estão em movimento mais frequentemente e isso demanda embalagens de tamanhos menores e porções individuais. As embalagens de porções únicas são perfeitas para transportar, para famílias menores e ainda se encaixam bem nas lancheiras das crianças.
A Ecolean mostrou sua mais recente inovação: uma embalagem asséptica de porção individual com canudo anexo opcional.

As embalagens de 200 e 250 mL, desenvolvidas para temperatura ambiente, tornam-se planas como um envelope quando esvaziadas e ocupam quase nenhum espaço na lata de lixo.
As embalagens Ecolean pesam aproximadamente 50-60% menos do que embalagens cartonadas convencionais ou garrafas.

O material da embalagem é feito a partir de um filme plástico fino, parcialmente de plástico (PE e PP) e parcialmente de carbonato de cálcio (40% em peso), um material da própria natureza. A embalagem flexível em forma de caneca possui uma alça cheia de ar que facilita a pegada e o ato de servir.

Este foi o meu primeiro relatório da FoodTec Anuga 2012. O próximo artigo relacionará as novidades da Tetra Pack. Haverá mais um artigo sobre embalagens e conservação de alimentos e mais um sobre novidades em embalagens flexíveis, dentre as quais o novo SurePouch da Robert Bosch. Fiquem ligados.

Texto em português revisado por Fabiana Paciulo

Uma resposta para “Anuga FoodTec 2012 – Parte 02

  1. sou Ricardo Domingos gostaria que alguem ou mesmo os empresario me ajudacem a ter um trabalho acabo de sair da tropa e raras vezes kndo as pessoais saem tem tido emprego e esta e unica oportunidade que tenho para poder interagir com vosco por favor me ajudem.vivo em Maputo a capital de Mozambique

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s