Inovações mundiais em tecnologia de embalagem com um "toque de verde", acentuando a sustentabilidade e a reciclagem

Anuga FoodTec 2012

Dia 27 de Março a Anuga FoodTec, em Colônia na Alemanha, abriu as suas portas. Agendado de 27 a 30 de março, a Anuga FoodTec oferece às empresas internacionais de fabricação de alimentos a oportunidade de ver as mais recentes tecnologias dedicadas ao processamento de alimentos e bebidas, embalagens e segurança alimentar. O evento também inclui fóruns especializados e sessões de conferência.

Comparado com o evento anterior, mais de 50% dos 1.300 expositores são de fora da Alemanha, incluindo a Itália, Holanda, Dinamarca, França, Grã-Bretanha, Suécia, Espanha, Áustria, Turquia e EUA.

A feira internacional de tecnologia de alimentos e bebidas é promovida como: “Um ponto de encontro para os decisores”. “Um lugar para visionários”. “Um local para especialistas”. De 27 a 30 de marco de 2012, tudo vai girar em torno do tema inovações.

Vista aérea do centro de exposições de Colónia

Embora seja primariamente uma exposição de tecnologia de alimentos, a Anuga sempre foi de qualquer maneira, na minha experiência, o local perfeito para descobrir novidades e inovações em tecnologia de embalagem. Não os gráficos, não o design puro, não a impressão nem os truques de marketing, mas apenas a tecnologia de embalagens.
Apesar da contínua melhoria ao longo de um período de mais de 100 anos em que a tecnologia de embalagem existe, ainda vemos um fluxo saudável de novos desenvolvimentos e inovações.

TetraPak na Anuga FoodTec 2012

Sem dúvida, as tendências principais neste ano, entre outras, são as tecnologias para conservação dos recursos e o uso de materiais renováveis, pois uma série de questões não resolvidas demanda uma solução.

Tome a questão de embalagens feitas de materiais renováveis, por exemplo. PLA e PET feitos de materiais vegetais são um tema em destaque no momento, pois eles têm uma taxa de emissão de carbono muito menor do que os plásticos a base de petróleo.

As PlantBottles da Coca-Cola e Heinz

No entanto, (corretamente) há críticas de que as culturas utilizadas para esta finalidade são cultivadas em terras que de outro modo podem servir para o cultivo de alimentos. Há várias soluções concebíveis para este problema. Por exemplo, os resíduos ou a biomassa podem ser utilizados como matéria-prima. Alternativamente, poderiam ser feitos esforços para atender a crescente chamada para o circuito fechado de reciclagem, através do qual, por exemplo, uma embalagem de iogurte feita de bioplástico é reciclada para produzir embalagens de alimentos de qualidade igual (conceito C2C ou berço-a-berço), ao invés de ser incinerada para gerar energia ou transformada em um produto reciclado de grau inferior.
Atualmente, a produção de PET “verde” ainda depende tanto do melaço da indústria de açúcar como do caldo de cana – a exemplo das embalagens PlantBottle da Coca-Cola.

A investigação ainda está em andamento para verificar se subprodutos da agricultura e da silvicultura, tais como lascas de madeira, palha de milho e palha de trigo, também poderiam ser utilizados. A presença de materiais vegetais em garrafas PET não altera sua composição química uma vez que PET = PET. Consequentemente, não há existe necessidade de um processo de reciclagem separada.

Há um outro item em destaque, que atrairá muita atenção este ano. Na década de 1980, sem a internet e sem a globalização da maneira que conhecemos, a visão aceita era de que a embalagem era indesejável e deveria ser evitada tanto quanto possível.

Hoje, no entanto, temos a consciência de que mais de um terço dos alimentos produzidos em todo o mundo perece antes que chegue ao consumidor. Em vista de tais estatísticas, é fácil perceber que papel a tecnologia de embalagem poderia desempenhar. Esta “visão de mundo” reconhece o papel vital da tecnologia de embalagem, mas também reconhecemos que a solução deveria ser o mais econômico, verde e eficiente possível. Estas condições, as quais ninguém pensou na década de 1980, mantêm o fluxo das próximas inovações.

Visitarei vários stands da exposição na minha busca por novidades e inovações. De pequeno e grande porte. Vou relatar minhas descobertas nos próximos dias.

Texto revisado por Fabiana Paciulo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 664 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: