Pontos Altos da Interpack 2011 – O Quarto Dia

Um número crescente de empresas de produtos de consumos estão reforçando suas credenciais ecológicas em resposta às expectativas crescentes dos consumidores. A abordagem do design Cradle-to-Cradle (C2C = Berço-ao-Berço) oferece uma nova forma para as empresas a integrar a sustentabilidade em suas práticas de negócios.
Embora originalmente feito para o design industrial e de manufatura, a abordagem C2C expandiu para bens de consumo que incluem alimentos e bebidas, produtos de higiene pessoal, produtos de limpeza, vestuário e produtos de escritório. No entanto, o instituto de pesquisas Organic Monitor mostra que a taxa de aprovação é muito baixo. Isto é surpreendente considerando que muitas empresas tenham incorporado a sustentabilidade em seus ethos corporativos.

Com os consumidores cada vez mais exigentes, a abordagem C2C permite às empresas criarem impactos positivos ao invés de minimizarem os negativos. Ela também permite que as empresas de produtos aumentem seus horizontes nas questões de sustentabilidade, abrangendo uma série de aspectos ambientais e sociais.
Embora as empresas de produtos de consumo estejam expandindo suas práticas de sustentabilidade, a maioria está a realizar iniciativas de forma isolada como suprimento ético e a sua embalagem de concepção ecológica. O projeto C2C incentiva as empresas a adotar uma visão holística, que abrange muitos aspectos de matérias-primas, processos de produção, embalagem para os resíduos finais das matérias no final do ciclo de vida do produto. Os índices de adoção do rótulo ecológico C2C permanecem baixos, porém ele tem um potencial para quebrar os moldes ‘naturais’ que as empresas utilizam e torná-las  verdadeiramente sustentáveis.

Professor Dr. Michael Braungart, co-fundador da abordagem de Design do Berço-ao-Berço, estará dando uma palestra na Sustainable Foods Summit, em Amesterdã em 23-24 de junho de 2011. Seu papel será de mostrar como as empresas de alimentos e de ingredientes podem criar impactos positivos pela abordagem de design C2C. Mais detalhes em seu site.

Tampa Orbit faz as jarras de vidros mais fáceis de abrir
Conveniência continua a ser um fator chave nas decisões de compra do consumidor, fazendo uma embalagem que é fácil de abrir e facilita o preparo e consumo é essencial para o sucesso da marca. Não é nenhum segredo que um grande segmento da população encontra desafio quando quer abrir potes de vidros. Algum tempo atrás eu escrevi sobre esse problema em meu artigo “The Irritation of the Glass Jar Screw Cap” (A irritação com a tampa parafuso de potes de vidros) e a solução brasileira, chamada “Abre-Fácil”.

E agora em seu estande a empresa Crown Closures Europe revela um fechamento novo e revolucionário que vai fazer potes fáceis de abrir para todos. Os processadores de alimentos podem agora melhorar a possibilidade de abrir os potes de vidros com o novo Tampa Orbit. A tecnologia inovadora está fazendo sua estréia no mercado em potes da Duerr na gama de compotas e geléias.

A Tampa Orbit consiste de duas partes: um painel central flutuante, que é selado a vácuo na jarra e um anel externo que atua como a abertura e fecho novamente. Seu design reduz significativamente o torque necessário para remover a tampa, tornando-se duas vezes mais fácil de abrir em relação ao fechamento padrão twist-off e reforça a conveniência para os consumidores de todas as idades.

Há mais no estande da Crown Food Europe, como mostra suas versões melhoradas das tampas rígidas e flexíveis para latas no ramo fácil-de-abrir, semelhante à tampa OptiLift Pull-Off  (lenvante e puxe) do Grupo Ardagh, que descrevi no meu primeiro dia. Nenhum deles requer um abridor de lata, e oferece uma opção prática e eficiente para melhor conveniência. Easylift (fácil de levantar) da Crown este recurso de acesso ao dedo sob a aba melhorou significativamente, tornando mais fácil para os consumidores abrir os produtos enlatados, como legumes, sopas e alimentos para animais de estimação, enquanto o sistema de abertura PeelSeam (Por Descascamento) é uma ótima opção para os single-serve porções e totalmente compatível com toda a gama de latas da Crown.

Contrafacção na Alemanhã
Na Alemanhã um em cada 20 medicamentos está contaminado, e os falsificados estão aumentando rapidamente. Artur Theis GmbH & Co. KG, Wuppertal / Alemanha, sendo um especialista em embalagens de papelão dobrável à prova de falsificação, serve principalmente os clientes da indústria farmacêutica, oferecendo 30 características de segurança diferentes na impressão e acabamento.
Na Alemanhã, Artur Theis, uma subsidiária do Grupo Edelmann, é considerada especialista em papelões dobráveis que não podem ser copiados. As condições em sua fábrica na Wuppertal, que foi convertida em um local de segurança contra a contrafacção, são as mesmas em uma empresa de impressão de notas.

E assim, a caixa de dobramento de pílulas sinusite Sinupret do produtor farmacêutico Bionorica inclui uma imagem tridimensional, marca opticamente variável em relevo, que podem ser vistas em relevo, quando a caixa está inclinada.
A história é simples e o resultado complexo. Como o medicamento herbal foi tantas vezes copiado, Bionorica contratou a Giesecke & Devrient com sede em Munique, uma empresa especializada em impressão de notas bancarias, para projetar um recurso de segurança tangível para Sinupret.
Artur Theis desenvolveu o processo de produção para a nova embalagem. A marca é impressa e gravada por Braun Pharmadruck, também uma subsidiária do Grupo Edelmann. Até o final de 2011, Bionorica pretende gravar o empacotamento para todos os seus produtos com o selo novo.

Uma ofensiva de segurança por parte dos produtores de produtos farmacêuticos também aumentaria a demanda por fabricantes de materiais de embalagem de alta qualidade. Por conseguinte, é improvável que os falsificadores farmacêuticos serão atraídos por medicamentos que tenham sido fornecidos com uma marca de segurança, o código e embalagem de alta qualidade.

Sidel’s Soluções para Bebidas
Na Interpack, a empresa francesa Sidel apresenta varias soluções em embalagens que ajudam seus clientes a alcançar variedade de modelos ao mesmo tempo cumprindo todas as exigências adicionais do mercado.
Os mais recentes projetos de engarrafamento incluem a embalagem ‘Dose Diária’, oferecendo um nível máximo de flexibilidade e criatividade. Além disso Modulomold acrescenta ao conceito de flexibilidade, permitindo que diferentes desenhos da garrafa seja produzido em um único molde com inserções removíveis que podem ser trocados facilmente e rapidamente.

DailyDose – Uma múltipla flexível
DailyDose é uma solução flexível e múltipla oferecendo um único design para produtos diferentes. É ideal para o consumo on-the-go como as garrafas pequenas que encaixam nas menores das bolsas e para as famílias e os consumidores que desejam consumir pequenas quantidades de doses de frutas ou bebidas de iogurtes regularmente. Seis garrafas são “sleeved” individualmente e ligadas com um rótulo exclusivo em um conjunto prático.
Para as empresas de embalagens, isso permite uma produção flexível e de baixo custo como um rótulo, ou, alternativamente, uma luva é usada para uma embalagem de seis garrafas.

Modulomold – Um único molde, garrafas de várias formas
Marcas de bebidas em geral, gerenciar um amplo portfólio de produtos. Para responder às necessidades de produtividade, bem como a uma maior personalização dos pacotes, a Sidel apresenta sua tecnologia nova Modulomold, com o qual várias garrafas do mesmo tamanho (até 0,7 litros) podem ser produzidos em um único molde com inserções de molde removíveis que garantam  rápidas e simples trocas.
É uma solução simples e intuitiva para trocas de formato, visando garantir uma maior flexibilidade de produção. Os frascos têm duas partes comuns, a área de rotulagem e de base, e uma ou duas áreas, o ombro e/ou o corpo, podem ser personalizados usando as inserções. Demora menos de 30 segundos para mudar um jogo de inserções, desde a abertura do primeiro molde para a abertura do segundo.
Projetado de acordo com o método SMED (single minute exchange of die = troca rápida de molde), essa tecnologia facilita a transição ultra-rápida, sem ferramentas, e reduz o risco de erro durante a substituição do molde, graças a um sistema infalível.

A solução completa inclui um carrinho que é especialmente adaptado para as operações de substituição de inserção. O molde e suas inserções Modulomold marcam mais um passo para a produtividade e flexibilidade, bem como a economia para a produção industrial de embalagens PET.

Barris para Cerveja Petainer
O barril Petainer é um alternativo ecológico, econômico, em comparação com barris de metal para chope. O recipiente leve de bebida, fabricado em plástico PET (Polietileno Tereftalato), é projetado para o uso one-way. O barril está disponível com os acessórios one-way de baixo custo que permitem que ele seja ligado aos actuais sistemas de torneira de chope.

Barris de Petainer, ao contrário de outras variantes de plástico e barris de metal, podem ser fornecidas completas e prontas para enchimento ou como “pré-formados”, que podem ser moldados perto do ponto de uso. Esta segunda opção oferece mais benefícios ambientais e econômicos. Os barris estão disponíveis em tamanhos de 15, 20, 30 e 40 litros – todos com acessórios compatível Micro Matic.
Plena e facilmente recicláveis, reunindo todos os requisitos essenciais abrangidos por regulamentos da UE, que são apropriados tanto para reciclagem mecânica e “energia do lixo”.

Usando Petainer Kegs não só oferecem benefícios substanciais aos fabricantes de cerveja e engarrafadores, mas também existem benefícios reais para os usuários finais. Um dos maiores benefícios é a redução de espaço de armazenamento necessário para os barris de PET. Armazenar seguro os barris de metal vazios para evitar que sejam roubados antes de serem coletados é um problema nas muitas lojas e bares. Petainer barris, depois de des-pressurizados, podem facilmente ser esmagados, uma vez que estão vazios e, em seguida, colocados no contentor de reciclagem com outros recipientes plásticos recicláveis.

Enterro Ambientalmente Amigável
Você pode não gostar de falar sobre isso, mas de fato é uma embalagem. Alguns anos atrás, a “Peace Box” projetada na Suíça, causou polêmica, pois foi um caixão ecológico de uma peça dobrável que consistia de 60% de resíduos de papel reciclado de cloro-livre e 40% de polpa virgem.
Naquela época, dizia-se que muitos países na Europa e na América do Sul já havia percebido os benefícios ambientais da Caixa de Paz e estavam usando-o em grande número. A Caixa foi o primeiro caixão de papelão ecológico do que foi dito que ele atingiu o estágio de produção em massa e uso global.
Caixões de material de embalagem “simples” são controversos. Enquanto alguns consideram como caixões ecologicamente puro e simples de ser desrespeitosos, outros claramente se concentram mais nos benefícios para o nosso meio ambiente.
Embora a idéia não é nova, mas, por todos os meios, séria. O motivo para esta nova introdução é o número significativamente maior de cremações e simultaneamente preocupações ambientais crescentes em nossa sociedade.

O caixão é impressa em cores que sugerem, à primeira vista, um truque de publicidade incomum. O produto, porém, é completamente sério. Estes novos caixões feitos de papelão, inicialmente projetado para cremações possuem uma série de vantagens sobre os convencionais caixões de madeira. Eles são feitos de “Fibratec”, um material à base de celulose que torna a destruição de madeira de alta qualidade supérfluo. Além disso, as emissões de CO2 liberado pelo processo de cremação podem ser cortadas em até 75% em relação aos caixões convencionais. Da mesma forma, os custos associados são substancialmente mais baixos.

O novo modelo, chamado de “Flamea Kremierungssarg” (caixão para cremação) é introduzido no mercado por Nips Ordnungsysteme. O caixão consiste em um composto de fibra de celulose feito de 100% e tem um peso liquido de apenas 8,7 kg. É um pouco mais de dois metros de comprimento, aproximadamente. 60 cm de largura e 50 cm de altura. Com uma capacidade de carga de até 140 kg, é dito para deixar menos resíduos de combustão reduzindo a quantidade de cinzas estranhas na urna.

Ok, isso foram os primeiros quatro dias, ainda faltam três. Amanhã, segunda-feira, o meu resumo daquele dia poderia incluir a novidade da garrafa cartonada da Tetra Pak. Para todas as pessoas que foram à procura na parte 2 e 3 da série de artigos “Podemos fazer algo mais com sopa on-the-go”, é só esperar até depois da Interpack. Vou postar quinta ou sexta-feira.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s